A importância de uma boa comunicação interna nos dias de hoje!

Por Gisele Cisotto

Uma comunicação assertiva é primordial em qualquer empresa, ainda mais em tempos de crise que geram insegurança. Evitar ruídos dentro do ambiente de trabalho não é fácil, mas com algumas estratégias é possível melhorar a comunicação interna e tornar o trabalho mais eficiente e produtivo.

Para desenvolver estratégias de comunicação eficazes, a empresa deve pensar no seu público alvo, nesse caso os funcionários, o que comunicar e como comunicar, e principalmente quais ferramentas e canais devem ser utilizados.

Uma boa comunicação faz muita diferença em qualquer ambiente de trabalho, ou seja, melhora o clima organizacional, evita especulações, conflitos, esclarece dúvidas e traz maior engajamento entre as equipes.

Para iniciar um bom plano de comunicação, a “pesquisa de clima” é uma ferramenta indispensável para estabelecer as melhores estratégias e trazer o resultado esperado, sempre focando nas necessidades dos colaboradores e no momento em que a própria empresa enfrenta no mercado.

A pesquisa deve ter como objetivo identificar as oportunidades de melhorias, os pontos fortes, ouvir os colaboradores e respeitar a cultura e os valores da empresa, pois assim será possível desenvolver as melhores ações para que sejam implantadas com uma identidade própria.

Com foco na gestão de pessoas, uma boa comunicação também irá contribuir para fortalecer a cultura e deixar claro o que a empresa espera de seus funcionários, suas metas, processos e resultados, além de direcionar e orientar seus colaboradores de forma objetiva, evitando os “ruídos de comunicação” e o retrabalho, pois quando a mensagem é transmitida de forma correta e clara, a execução de qualquer tarefa se torna mais rápida e eficiente.

Toda nova ação gera um certo desconforto, por isso é importante envolver os gestores e líderes no processo de uma maneira que eles sejam porta vozes e exemplos das ações propostas e que estejam aptos a esclarecer as dúvidas dos funcionários, uma vez que se não estiverem aderentes ao processo, todo o projeto pode perder a credibilidade aos olhos dos colaboradores.

O intuito não é apenas comunicar os processos, mas também obter um relacionamento interpessoal construtivo de forma a agregar, motivar e desenvolver as pessoas através de uma gestão participativa, que use como base a comunicação, onde as pessoas sintam que fazem parte da empresa e tenham ciência que cada uma delas tem um papel fundamental dentro do grupo, como em uma engrenagem.

Com a participação e o envolvimento de todas as áreas, a sinergia e o conhecimento irão aumentar gradualmente e a ação em médio e longo prazo resultará em uma equipe auto gerenciável, com mais autonomia e com uma visão mais abrangente, capaz de mitigar os problemas e contribuir de forma positiva para o desenvolvimento e resultados da empresa.

A empresa tem como opção desenvolver o projeto em conjunto com as áreas de Comunicação e RH, ou contratar uma empresa de consultoria própria no mercado para desenvolver todo o planejamento.

Afinal nos dia de hoje uma boa comunicação é o diferencial dentro das empresas para que seja possível atingir os melhores resultados e se manter no mercado.

 

Ramo de Negócios agradece Gisele Cisotto pela colaboração!

Dúvidas ou Sugestão para seu Ramo de Negócios? Entre em contato!

contato@ramodenegocios.com

1 Comment

  1. Cleber says: Reply

    A Comunicação Interna é, sem dúvida, um instrumento estratégico para benefícios na empresa e, conseqüentemente, o sucesso da instituição.
    Parabéns pelo trabalho!

Leave a Reply