O significado do verbo Contemplar!

Por Celina Moraes

O valor fundamental da vida depende da percepção

e do poder de contemplação em vez da mera sobrevivência. Aristóteles

“Fixar o olhar em (alguém, algo ou si mesmo), com encantamento, com admiração”. Esse é um dos significados do verbo contemplar no Dicionário Houaiss. Acredito que esse verbo se conjugado e aplicado traduz muitos sentimentos, além de ser uma ótima terapia.

Muitas pessoas que moram em grandes cidades, como São Paulo, buscam refúgio no campo ou na praia nos fins de semana. Precisam de um contato direto com a natureza para contemplação e relaxamento. É como se precisassem se abastecer de energia no fim de semana para gastá-la na semana e reabastecer de novo e assim viver um eterno ciclo de abastece no fim de semana, desabastece durante a semana.

Porém, imagine uma segunda-feira atribulada, com trânsito caótico em uma cidade como São Paulo, será que é possível contemplar algo de belo diante desse cenário? Seria justo desperdiçarmos o momento de hoje, que é o único que temos certeza de que vivemos, para passarmos uma semana toda esperando pelo fim de semana, pelo feriado, pelo Carnaval ou pela viagem de férias para escaparmos dos estresses diários?

Dizem que precisamos eliminar o estresse de nossas vidas. Eu me pergunto como conseguir isto não sendo um monge budista e vivendo em uma cidade como São Paulo. Toda vez que eu tentei fugir do estresse, ele me pegou na próxima esquina. Então decidi conviver com ele e aceitá-lo como parte da minha rotina e da de tanta gente que tem de ganhar o pão, pagar contas, trabalhar, estudar, ter sonhos, poucos recursos, dormir pouco, etc. e tal, sem perder a energia e o encanto pela vida. Foi quando eu passei a conjugar diariamente o verbo contemplar.

Independente do tamanho da cidade onde se vive, os problemas do cotidiano estão presentes na vida de todos e a verdade é uma só: para sermos felizes não podemos dedicar energia aos problemas e sim às suas soluções e assim renascermos todos os dias para uma nova vida.

Aprendi que mesmo em uma cidade como São Paulo, quando o céu poluído encobre a beleza do céu e das estrelas da noite, há sempre algo da natureza a ser contemplado, um ipê florido no meio do caminho, um casal de pombas namorando descaradamente na sua frente, cachorros passeando, pássaros voando. E mesmo que no seu caminho não haja árvores, nem pássaros para serem contemplados, há sempre o céu lá no alto para nos ajudar a deixar de olhar para baixo ou para dentro de nós mesmos e vermos a imensidão do mundo.

Estamos na primavera, estação favorável para a contemplação por oferecer tanta beleza no florescimento das árvores e no canto dos sabiás. Há quem reclame da sinfonia dos sabiás nessa época primaveril, mas certamente o canto dos sabiás é um consolo diante dos sons das sirenes que impregnam as ruas das grandes cidades de dia e de noite, mostrando-nos que algo não muito bom aconteceu.

Contemplemos e celebremos a vida e a primavera; afinal em cada instante de sua vida você sempre poderá fixar o olhar em alguém ou algo com encantamento e admiração nem que seja só em si mesmo.

A beleza das coisas existe no espírito de quem as contempla. David Hume

 

Ramo de Negócios agradece Celina Moraes pela colaboração!

Dúvidas ou Sugestão para seu Ramo de Negócios? Entre em contato!

contato@ramodenegocios.com

1 Comment

  1. Gisele says: Reply

    Artigo muito bom!

Leave a Reply