Varejo – Os Pilares da Consistência – Parte 3

EBITDA

O significado da sigla Ebitda é Earnings Before Interests, Taxes, Depreciation and Amortization, ou lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização. É um indicador financeiro bastante utilizado pelas empresas de capital aberto e pelos analistas de mercado. De forma geral, o Ebitda representa a geração operacional de caixa da companhia, ou seja, o quanto a empresa gera de recursos apenas em suas atividades operacionais, sem levar em consideração os efeitos financeiros e de impostos. Esse indicador é usado pelos analistas para estimar a geração de caixa operacional pela companhia.

O conceito de Ebitda utilizado neste material é definido pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A CVM editou no dia 4/10/2012 a Instrução 527/12, que dispõe sobre a divulgação voluntária de informações de natureza não contábil, como o Ebitda. O objetivo da Instrução é uniformizar a divulgação desses dados, a fim de melhorar o nível de compreensão dessas informações e torná-las comparáveis entre as companhias abertas.

LUCRO LÍQUIDO (PREJUÍZO LÍQUIDO)

O lucro líquido representa o lucro restante depois que todo o custo e as despesas (incluindo impostos) foram deduzidos do faturamento total em um determinado período. Se o resultado é positivo, chamamos de lucro; se é negativo, de prejuízo.

CRITÉRIOS

CLASSIFICAÇÃO

A classificação dos grupos e das empresas varejistas no Ranking foi baseada no faturamento líquido. Quando da impossibilidade de encontrar o faturamento líquido, foi utilizado o faturamento bruto.

Nos casos de faturamentos iguais, o segundo critério utilizado na classificação das empresas foi o número de lojas. E, em terceiro lugar, foi considerado o número de funcionários.

DADOS

Os dados utilizados neste material referem-se ao final do exercício de 2015, apenas das operações no Brasil. O faturamento é o contabilizado e registrado pela empresa no referido exercício. O número de lojas e funcionários corresponde ao que a empresa possuía em 31/12/2015. Esse critério foi adotado para permitir que os cálculos de crescimento, rentabilidade por loja, produtividade por funcionário fossem realizados utilizando uma mesma base e que as análises e insights gerados a partir deles tivessem consistência e validade.

Além disso, sempre que possível, foram utilizados apenas os dados das operações de varejo das empresas, nos casos em que estas atuam em mais de um ramo de atividade, como é o caso da Coteminas.

ESTRUTURA

O Ranking NOVAREJO Brasileiro 2016 é constituído por duas partes.

A primeira parte apresenta o ranking geral dos 300 maiores grupos varejistas do País, trazendo dados como faturamento líquido do exercício de 2015, crescimento do faturamento, número de lojas, número de funcionários, sede (cidade e Estado), presidente ou principal executivo e bandeiras com que operam.

O ranking geral utiliza a abordagem de grupos ou, quando não pertencente a nenhum grupo, de empresas individuais. Dessa forma, esse ranking é constituído tanto por grupos como o GPA, como por empresas como a C&A.

Na segunda parte deste material, são apresentados os rankings por segmento. Nesses rankings, os grupos que atuam em mais de um segmento de varejo foram desmembrados em suas respectivas unidades de negócio. O GPA foi dividido em Multivarejo (atuação em super e hipermercados), Via Varejo (eletroeletrônicos e móveis), Cnova (e-commerce) e Assaí (atacarejo).

Por outro lado, os grupos cujas unidades de negócio possuem atuação no mesmo segmento foram mantidos unificados nos rankings por segmento. Esse é o caso do Grupo Boticário, em que O Boticário, Quem disse, berenice?, Eudora e The Beauty Box atuam no segmento de cosméticos e perfumaria.

Por fim, é importante mencionar que nem todas as empresas que constam do ranking geral estão presentes nos rankings setoriais. Para a elaboração de um ranking setorial, é necessária uma amostra de no mínimo cinco empresas representativas que atuem no mesmo segmento, exceto para o segmento de Óticas, no qual haverá apenas quatro empresas.

O Ranking NOVAREJO Brasileiro 2016 também conta com cinco seções de análises sobre o varejo:

• Cenário econômico do varejo

• Insights do varejo brasileiro

• Análises setoriais

• Perspectiva do varejo global

• Conclusões

 

REVISTA NOVAREJO P. 13 e 14

Salvar

Salvar

Salvar

Leave a Reply